Brasileiro cria app que indica se alguém fuma maconha na região

abril 30, 2017

Um empreendedor brasileiro crê que as pessoas gostariam de avisar, anonimamente, que estão fumando maconha e descobrir se há alguém fazendo o mesmo nas redondezas.

O criador do aplicativo Who is Happy é João Paulo Costa, 30, uma espécie de "Foursquare para maconha", em que o usuário faz "check-in" no local em que está enquanto o cigarro. O sistema mostra relatórios da "felicidade" da pessoa, com o histórico e a frequência de uso da maconha. "É entretenimento, algo engraçado", afirma o publicitário.

Criador do aplicado Who Is Happy, João Paulo Costa

Ele afirma que um dos planos é "gamificar" sua ferramenta, dando selos nas regiões onde existe maior consumo, por exemplo –essas insígnias, ou "badges", ficaram famosas no aplicativo americano.




Apesar de ser brasileiro, o empreendedor está mirando nas tendências dos Estados Unidos, onde é crescente o número ferramentas tecnológicas ligadas ao mercado da maconha, em razão da gradual aceitação e legalização da planta. Os Estados do Colorado, Washington, Oregon e Alasca já permitem o uso recreativo e serão seguidos por Oregon e Alasca.

Tela do aplicativo Who Is Happy

Fundos colocaram US$ 90 milhões em 29 empresas desse setor no ano passado, de acordo com a base de dados Crunch Base, assim como explicamos numa lista com bilionários que simpatizam com a causa da maconha e/ou apoiam a descriminalização ou a legalização.

A rede social para adeptos da maconha se chama MassRoots, tem mais de 215 mil usuários e recebeu US$ 1,1 milhão de investimento.

"A gente não pensa em ficar no Brasil, de maneira alguma", diz o empresário. "Por aqui é mais complicado, por causa das pessoas. Quando estava na Inglaterra e apresentava a ideia, o pessoal ficava maluco, adorava, mas aqui as pessoas têm receio."

Ele não sabe exatamente como vai gerar receita com a ferramenta. Por enquanto, o foco é conseguir usuários.

Costa diz que é entusiasta da maconha porque sofre de epilepsia e derivados da droga têm sido usados, inclusive no Brasil, para tratamento da doença. Ele afirma que é "complexo" responder se fuma maconha, mas afirma: "Já fumei, em países onde era legalizado".

Confira também, listamos os 4 atletas que são maconheiros declarados.

  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

0 comentários