Dia do Combate ao Glaucoma | A maconha pode ajudar

maio 25, 2017

Hoje (26), comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma e conscientizar a população em geral sobre a importância do diagnóstico precoce desta doença, que pode pegar muitos de surpresa, é de extrema importância. Mas o que você realmente sabe sobre o Glaucoma? Entenda mais a relação da maconha com a doença.




O que é?


O glaucoma não tem cura e é uma das doenças oculares que pode levar a cegueira por danificar o nervo óptico. O olho gera constantemente um líquido que deve escoar como um sistema de irrigação e drenagem, que, quando entope, gera uma pressão muito grande no nervo óptico (que transmite a informação do olho para o cérebro).

A consequência no início é perder a visão periférica, passando a ter uma visão de túnel, como se olhasse através de um tubo. O que torna andar sem esbarrar em objetos que estão ao lado, perto da cabeça, ou no chão, uma tarefa muito mais complicada.


 

A doença pode ser tratada, mas não curada, já que o dano causado ao nervo dificilmente pode ser revertido. Porém, a redução da pressão no olho pode evitar maiores danos ao nervo ótico, por isso a importância do diagnóstico precoce.




Santo remédio para o glaucoma


Os olhos vermelhos que pra maioria dos maconheiros é vergonhas, levando-os a comparem colírio para disfarçar, na verdade, é só o remédio para glaucoma fazendo efeito (como explicamos neste post). Mas mais especificamente, a maconha causa a diminuição da pressão ocular, o que faz com que os micro vasos tenham espaço para expandir e circularem mais sangue na região.


O diagnóstico precoce é fundamental


É aconselhado que pessoas com mais de 30 anos realizem exames periodicamente com o objetivo de perceber os sintomas ainda no início.

De acordo com informações levantadas pela Organização Mundial da Saúde - OMS, estima-se que o glaucoma afete 30 milhões de pessoas, cerca de 1% a 2% da população mundial acima de 40 anos do mundo. Atualmente 65 milhões de pessoas tem glaucoma (que é a maior causa atual de cegueira irreversível no mundo). No Brasil 582 mil pessoas perderam a visão para a doença e cerca de 80% da população não sabe que tem a doença.

  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

0 comentários