As 6 mentiras mais contadas sobre a maconha

junho 20, 2017

 

Poucos assuntos geram tanta desinformação como a "maconha", muitas mentiras são contadas desde sempre. Se você pesquisa algum assunto sobre o tema na internet, aparecem vários argumentos diferentes. Nós do Plantação420 tentamos reunir as mentiras mais contadas pelos humanos, se você tem mais algum mito pra compartilhar, deixe no comentário. Veja a lista que fizemos:

1. Maconha mata/queima neurônios?

 

Essa com certeza é uma das mentiras mais contadas e por incrível que pareça, é algo bem antigo. Com apenas alguns minutos pesquisando no Google, você pode verificar que maconha NÃO mata neurônios, não causa nenhum dano nessa área do corpo.

O que aconteceu, resumidamente foi o seguinte; antigamente nos EUA, quando faziam de tudo pra provar que maconha era algo ruim e devia ser banida do planeta, fizeram testes em macacos. Colocavam máscaras nos animais, que eram obrigados a inalar fumaça de 30 baseados por dia, sem a presença de oxigênio.


 
Obviamente pela falta de oxigênio os macacos morreram em 3 meses, os cientistas então divulgaram a notícia de que maconha matava os neurônios dos animais, e por muito tempo levaram essa falsa prova como verdade. Anos depois essa farsa acabou sendo revelada pelos profissionais que conduziram os testes.


Nós do Plantação420 separamos um vídeo onde o especialista Elisaldo Carlini fala sobre o assunto, é um pequeno trecho, mas pesquisando na internet você pode conhecer até um documentário chamado "Cortina de fumaça", onde tudo é explicado de forma mais detalhada.

 

 

2. Maconha é a porta de entrada para outras drogas?  

 

Essa mentira até hoje sua vó espalha por aí, pode confessar.  Apesar do uso de drogas ser uma coisa que acontece a muito tempo na humanidade, algumas pessoas insistem em dizer que a maconha é o mal do universo, como se todas as pessoas que se encontram em estado de dependência química tivessem começado na erva. 

Se você for pensar, o álcool é uma droga que qualquer um tem acesso desde cedo. Se existem portas de entradas para outras drogas, com certeza o famoso álcool seria o culpado. Mas isso depende muito de pessoa pra pessoa, não existe uma regra específica. Por exemplo, estudos realizados pelas pesquisadoras da Universidade Federal de Santa Maria (RS) mostraram que a maconha pode diminuir os efeitos da abstinência do crack. 

O estudo foi feito em dois Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), o da infância (CAPSi) e o do álcool e outras drogas (CAPSad), com 10 pessoas do sexo masculino com idades entre 15 e 36 anos. Já postamos essa matéria aqui (clique pra ver).


3. Maconha causa esquizofrenia ? 

Muitas pessoas usam esse argumento para tentar destruir a imagem da planta. Mas afinal, o que isso tem de verdade? Um estudo feito em Harvard ajuda a descartar possíveis preocupações sobre o assunto. A revista "Schizophrenia Research" publicou um estudo dizendo que o uso de maconha não aumenta o risco de desenvolver a doença. 

“Em resumo, conclui-se que a maconha não causa psicose por si só. Em indivíduos geneticamente vulneráveis, enquanto a maconha pode modificar o início da doença, gravidade e resultado, não existe qualquer evidência deste estudo que ele pode causar a psicose.”

 

4. Maconha não tem poder medicinal

Tem que morar em uma caverna pra acreditar em uma mentira dessa. Um dos benefícios mais famosos da maconha medicinal é auxiliar pessoas que possuem o vírus HIV ou até mesmo câncer. 

O tratamento dessas doenças acabam sendo muito prejudiciais a saúde dos pacientes, que usam a maconha como alívio, seja pra aguentar as náuseas causadas pela quimioterapia, ou até mesmo para aumentar o apetite durante o tratamento. Existem muitas outras ocasiões em que a planta pode ajudar, como muitos vídeos circulando na internet de pessoas que são tratadas com o CBD, um dos componentes da maconha, essa substância presente na planta é famosa por conter epilepsia e até os efeitos do Mal de Parkinson. Pra falar de todos os benefícios da maconha, precisamos de mais tempo, pois são muitos. 



5. O governo proíbe a maconha para proteger a população

 

É sério que alguém acredita nisso? Basta analisar por alguns minutos toda essa questão, pra chegar a uma conclusão totalmente contrária. Podemos iniciar essa conversa falando sobre o álcool, tabaco e até o bacon. São coisas que são legalizadas pelo governo brasileiro e causam muito mal as pessoas. Nós não estamos falando que as coisas devem ser proibidas, pois a liberdade de cada um serve pra decidir que tipo de substância faz bem ou não. 

O uso de drogas na humanidade é uma coisa muito antiga e todo tipo de proibição que já tentaram forçar, deu errado e continua dando. Pensando sobre o que é ou não proibido, me vem na mente uma notícia que eu vi esses dias e vou colocar o link aqui pra quem quiser ver: "Veja 10 coisas proíbidas lá fora e consumidas por nós brasileiros."

Ainda acha que estamos viajando? Pense no salário de um político e de um professor, veja a quantidade de impostos que somos obrigados a pagar. Você ainda acha que o governo quer mesmo proteger alguém? Próximo assunto por favor...



6. Maconha causa perda de memória

 

 

Dizer que a maconha te faz esquecer de tudo, não é exatamente mentira. Mas existe uma confusão nesse assunto, que a maioria das pessoas não sabem diferenciar.

A maconha não te faz esquecer o número da pizzaria, mas te faz esquecer qual o sabor da pizza que você ia pedir, será que da pra entender o que to falando? A erva afeta a sua memória recente, mas não causa nenhum dano cerebral capaz de te faz esquecer coisas importantes. Lembrando que apesar de afetar a memória recente, após passar o efeito, tudo volta ao normal. 

Se você tem alguma dúvida sobre quanto tempo a maconha fica no seu organismo, nós fizemos uma matéria sobre isso, clique aqui e entenda.


  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

0 comentários