Conheça o padre fala mal de maconha, mas defende o cigarro

junho 23, 2017

Em uma busca com a palavra "maconha" no Google, encontrei uma matéria em um site do padre Paulo Ricardo. Eu nunca ouvi falar dele, mas fiquei preocupado com seus argumentos contra a maconha e decidi compartilhar com os leitores do Plantação420.

É muito triste que existam formadores de opinião disparando argumentos sem sentido pelo mundo.

Nós, como maconheiros, nos sentimos ofendidos.


O padre diz que "o tabaco promove um desempenho melhor do cérebro" 




Na matéria postada em seu site "padrepauloricardo.org", ele diz que "a nicotina faz que se pense com mais agilidade, enquanto a maconha imerge quem a usa num torpor, que a deixa vulnerável para ser manipulada".

O religioso também diz que quem fuma maconha em excesso, comete um pecado mortal, enquanto quem fuma moderadamente comete um pecado mais leve.

"A maconha altera o estado de consciência da pessoa, diminuindo a sua dignidade.", disse o padre.

Em sua matéria existe um vídeo e até um arquivo de áudio, além do texto escrito. O vídeo foi postado no Youtube em 2014:


Em seu texto ele diz muitas vezes que "a legalização da maconha não preserva o bem comum da sociedade."

Afirmando que "estranhamente" as pessoas que lutam pela legalização, são as mesmas pessoas que lutam para proibir o tabaco.

Claro que isso não tem nexo, pois a maioria dos maconheiros entendem que o uso das drogas na humanidade é uma coisa bem antiga. Proibição não da certo, veja o exemplo de quando o EUA proibiram o álcool em 1920. Não queremos proibir nada, queremos ter o direito de decidir o que é melhor para o nosso corpo.

Padre também diz que "o uso do álcool nem sempre é pecaminoso"


"É preciso esclarecer não se pode comparar a criminalização do uso da maconha a uma restrição abusiva ao consumo do álcool. O uso deste nem sempre é pecaminoso – é possível consumir álcool de forma moderada e adequada, sem que isso seja pecado". Como se não bastasse, ele ainda fala que quem fuma maconha, mesmo que de forma moderada, perde a consciência e a capacidade de tomar decisões. 

Pra finalizar esse post, nós do Plantação420 queremos dizer que não devemos aceitar isso. 

Até quando vão tratar a maconha como aberração? 

Em um mundo onde tudo que é prejudicial tá liberado, nós queremos ter o direito ao próprio corpo. Se é permitido beber, deve ser permitido usar maconha de forma recreacional, tanto quanto medicinal. As informações estão espalhadas por aí, independente de religião, a cannabis é uma planta muito poderosa e nós não vamos ignorar isso. 

Afinal, segundo os religiosos, quem criou todas as plantas? Vamos explorar então.






  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

2 comentários