12 erros que todo maconheiro já cometeu ou vai cometer

maio 05, 2018


Quando você ingressa no mundo cannábico, geralmente, não conhece quase nada. Tanto os maconheiros novos quanto os experientes passam muito perrengue para aprender dicas simples, mas que fazem toda a diferença na prática. Pensando nisso o Plantação 420 reuniu os principais deslizes que você já deu ou ainda vai dar.

1- Não saber onde conseguir


Todo maconheiro iniciante passa o perrengue de, obviamente, ser novo nesse universo e não saber como conseguir a tão sonhada cannabis. Você já deve ter se pego pensando em qual dos seus amigos tem chances de ser maconheiro e ter um contato pra te passar ou, no mínimo, se imaginado indo até um ponto de venda mais próximo nessa missão.


No início é assim mesmo, você não entende de qualidade, quantidade e, muito menos, de preço. Tem medo de levar a pior gastando mais por menos, ou ainda, algo pior por mais. Mas depois que você desbrava esse universo, aprende rapidinho analisar todas essas variáveis.

2- Dinheiro na mão é vendaval

Outra trágica desvantagem de não saber nada sobre o assunto, é que ninguém te diz que as pessoas prometem qualquer coisa só pra pegar o seu dinheiro e não voltarem mais. E isso também acontece na hora de conseguir sua erva.


Você pode conhecer o carinha que seu amigo te apresenta, mas isso não garante nada além dele ser apenas isso, o carinha que seu amigo te apresentou. Nada e ninguém vai garantir o seu produto ou dinheiro de volta, além de você mesmo.

2- Como maconheiro você é um ótimo pasteleiro


É o problema mais cômico dessa fase, mas não deixa de ser um problema. Às vezes fino demais, às vezes torto demais. Barrigudo, bambo e até molhado demais. Você tem que se adaptar a sensibilidade da seda, dosar a força nos dedos e saber quando usá-los e como usá-los.


Não é nada impossível, mas vai demandar um tempo praticando. Se você fuma só final de semana, há grandes chances de nunca aprender a bolar tão bem quanto seu amigo que fuma todo santo dia, justamente porque você pratica menos, não por ser incapaz.

3- Pra fazer a cabeça tem hora


O estresse, as cobranças e problemas pessoais sempre são o gatilho para esse fatal e comum erro. Você acaba agindo no impulso de aliviar esses incômodos e prefere contar com a sorte de que vai dar tempo do cheiro sair ou que escovar os dentes resolve o problema.


É assim que muitos de nós somos pegos. O que posso dizer é: incenso não faz milagre, e, às vezes, até chama mais atenção.

4- Cada um segura seu B.O



Acontece com muita gente de esquecer a famigerada pontinha num bolso, na mochila, numa caixa de fósforo dentro de uma gaveta velha. Se você deixou guardado, sua mãe ou algum parente seu vai mexer nas suas coisas e possivelmente vai achar.

5- Sua larica te condena


Você fuma com seus amigos numa praça e logo bate a famosa larica. Voltando pra casa, qual é a primeira coisa que você faz? Se você respondeu correr pra cozinha, você tragou corretamente.



Mas é sempre bom ter em mente que as pessoas ao seu redor não estão chapadas e podem perceber a sua fome de 10 cachorros de rua.

6- Comprar a seda errada


Seda parede tudo igual, mas não é. Além de tipos diferentes, também existem tamanhos diferentes. Mesmo que o velhinho da banca fique te encarando enquanto você escolhe as sedas, repare bem no produto.


Não tenha vergonha de olhar atentamente o rótulo do que está comprando para não chegar em casa e se deparar com uma seda king em vez da normal, até porque você ainda não é o Snoop Dogg para fumar tanta maconha e vai acabar tendo que cortá-las ao meio pra fumar menos papel. Também pode acabar levando uma seda extra fina que é mais frágil e você não está acostumado a usar.

7- Puff, puff, passa


É uma coisa estranha de se entender quando você nunca fumou maconha, porque parece que tragar é só botar a fumaça pra dentro e pra fora, mas é muito comum ouvir relato de pessoas que acreditam não serem sensíveis aos compostos da planta por não tragarem corretamente.


Todo ser humano possui sistema endocanabinoide e, por isso, pode sentir os efeitos da erva. Acontece que para tragar realmente você precisa "engolir" a fumaça.
Algumas pessoas conseguem aprender a tragar quando usam um bong, pois a fumaça vem em grande quantidade e é sugada com força, sendo impossível não absorver de primeira.

8- Tossir descontroladamente


Esse erro não acontece só com os maconheiros novatos, mas pode acontecer até com os experientes que forem desatentos aos sinais do corpo. Com o tempo você percebe que, ao ter o impulso de tossir durante a tragada, tem que ser controlado, senão a tosse não para mais.


O que a maioria de nós não lembra é que, assim que tragamos a fumaça, não tragamos oxigênio, então, já não há muito oxigênio disponível no seu corpo. Se você começar a tossir descontroladamente expele ainda mais oxigênio, potencializando o efeito da maconha. Na mesma hora você pode ter uma queda de pressão muito forte, a ponto de quase mesmo desmaiar, ou na melhor das hipóteses, apenas sentir que "bateu" muito de uma só vez.

10- Babar o beck todo


Quando acontece com maconheiro novato é até compreensível, mas é chocante a quantidade de maconheiros experientes que ainda não consegue manter o baseado seco.


A dica aqui é: você não precisa colocar o beck inteiro na boca, porque só de sugar com o lábio tocando nele, o ar sugado conduz a fumaça pra você. 

11- Não conseguir colocar piteira


Se fizer apertada demais, o vento não passa. Se fizer aberta demais, a maconha é sugada para a sua boca enquanto traga. Se colocar antes, fica escorregando na hora de bolar. Se colocar depois, fica difícil de encaixar e caber.


É ela, a mais amada e odiada entre os maconheiros, a famosa, piteira. Depois que você aprende a fazer, colocar, tirar e ficar fera no assunto, percebe que nem é tudo isso e que dá pra bolar e fumar um belo baseado sem também.

12- Não usar rede no bong e pipe


Na maioria dos conteúdos disponíveis na internet só é possível ver a pessoa colocando a maconha direto no "bowl" (recipiente para a erva) e fumando, então, é normal que a maioria pense que, ao comprar um bong ou pipe, você está se livrando da obrigação de comprar algo mais.

A famosa "telinha" de metal

Você ainda terá que fazer estoque de redes de metal para garantir que a maconha não caia direto na água antes de ser ao menos queimada e trocá-la sempre que necessário.





  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

0 comentários