Por que a maconha pode causar "teto preto"?

maio 12, 2018




Não é difícil conhecer alguém que passou por isso dentro do mundo canabista. Mas você, maconheiro, sabe porque o "teto preto" acontece? Nós do Plantação 420 fomos atrás da informação para esclarecer melhor essa questão.

Hipotensão 



Assim como a hipertensão é o aumento da frequência cardíaca, hipotensão é a redução da frequência cardíaca. Tanto um, quanto outro, geram um certo desconforto. No caso da queda de pressão os sintomas são tontura, palidez, fraqueza, perda de consciência e enjoo. Em casos raros podem acontecer tremores, vômitos e convulsão.


Como evitar


Para evitar,  o desconforto é importante regular a quantidade de maconha consumida principalmente no caso de pessoas que tem pressão baixa. Estar bem alimentado e hidratado também é muito importante, já que a falta de açúcar no sangue pode facilitar o desmaio.

Evite segurar demais a fumaça no pulmão, principalmente se você não fuma com frequência, pois privando o seu corpo de oxigênio, fica mais fácil perder os sentidos (e é por isso que você acha que está ficando mais chapado).

Até mesmo pra usuários frequentes, fumar demais também pode acabar baixando tanto a pressão que faz você sentir tudo girando e aquela sensação de que vai vomitar a qualquer momento, então, saiba quando parar.

Você bonga?


Com o bong tossir é praticamente impossível, porém, quando surge a famosa crise de tosse, é importante tentar controlar. Beba algo gelado para resfriar e acalmar a gargante em vez de ficar tossindo até passar, porque, fazendo isso, você expulsa oxigênio, podendo ocasionar desmaio rápido. 

Por esse motivo, se você não fuma com frequência, recomendamos que não o faça dirigindo para não acabar causando um acidente.


O que fazer?


Se ainda sim acontecer, respire fundo e fique tranquilo, porque em questão de alguns instantes os sintomas passam. Sentar ou deitar confortavelmente e tomar um pouco de água, também ajuda. O "teto preto" que a maconha causa geralmente passa rápido e não oferece grandes riscos a saúde.


Antes de sair, leia também:


  • Compartilhe com os amigos:

Talvez você também queira ver

0 comentários